Powered By Blogger

Páginas

curvas, retas e esquinas

domingo, 25 de abril de 2021

Numa esquina qualquer © Copyright

 


A vida, mesmo simplificada, é complexa fase no   tempo. Mesmo com coisas complicadas e   explosões multiplicadas, eu entendo. Coisas muito óbvias não me deixam com a face atônita. A surpresa, mesmo que justificada, atingi-me, como bomba atômica. Sou estrangeiro numa fração tão temporária. Sou morador de uma rua sensibilizada e eternizada. Sou beija-flor de uma flor a ser polinizada. Que seja flor: as idas às minhas vias de vidraças facetadas, ofuscadas, espelhadas ou, até mesmo fragmentadas.  A vida, é mesmo um ciclo muito prático, porém, às vezes, apático, tento entender o que é ser empático. Mas, caso for polemizada, a estender-me uma via-sacra não profetizada, não lamento; tento compreender.  Tento ouvir o óbvio: esse, nem sempre muito claro, mas, mesmo devassado, eu desentendo.  As coisas inusitadas, quase sempre, são os meus esperados e raros momentos válidos. Instantes a serem celebrados; isso, mesmo que manco, vou compreendendo. A vida, é um varal de sonhos dependurados. Roupas coloridas, claras ou encardidas, ao sabor dos ventos. Talvez, eu possa até estar errado, em não entender os contratempos. A vida é extraordinária, mesmo que descarada, em rios e mares de ondas eriçadas de eventos, nem sempre, por nós, esperados. O que se espera, são apenas os fatos sérios para agradecimentos. Talvez estejamos todos mascarados, manipulados por correntezas. Um rio manso, talvez, nos agrade. Uma brisa mansa, talvez, nos ampare. Um mar, talvez, nos escancare possibilidades: mesmo que imaginárias, sejam as expectativas por acontecimentos. Olhar o céu! “O céu, esse fascinante vazio, o silêncio pendurado na beleza de um grito intenso”. Numa esquina qualquer....


 By-Betonicou-Arte: Armandine  Jacquemet Soares





Gostaria de dizer que sinto muito pelo meu sumiço, mas acreditem:" É com o  silêncio que  me curo desse mundo".  Obrigado a todos pelas mensagens de feliz páscoa!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

16 comentários:

  1. Oh, Beto. Estávamos
    mortinhos, mortinhos
    de saudade. Esperamos
    que nada de ruim esteja
    tomando o seu tempo.
    Seja bem-vindo de volta.
    Um abraço do amigo.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite de domingo, amigo Beto!
    Que bom receber suas notícias!
    "Que seja flor: as idas às minhas vias de vidraças facetadas, ofuscadas, espelhadas ou, até mesmo fragmentadas. "
    Aqui sinto um parágrafo muito profundo que me fala ao âmago.
    Numa esquina qualquer, podemos ter surpresas, encontros curadores, pode ser até que corra uma brisa bem suave a nos refrescar.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Betonicou!
      Você está aqui, com carinho de gratidão:
      https://flordocampo3.blogspot.com/2021/06/flores-fraternas-4-meses-do-blog.html
      Seja feliz e abençoado!
      Abraços fraternos de paz e bem

      Excluir
  3. Beto, que bom te ver.Estavas mesmo sumido. E teu texto? Maravilhoso. A vida é assim mesmo... E tens razão, por vezes, precisamos do silêncio e estar apenas conosco mesmos. abração, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Beto,
    Adorei o texto,
    mas preciso realçar
    essas frase que
    é linda!,:
    "A vida é um varal de sonhos dependurados"(...)
    Adoro sempre ler
    e absorver.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  5. Meu querido amigo Beto,
    Fico realmente feliz ao rever os teus versos ativos “numa esquina qualquer”.
    A vida não é mesmo um comercial de marginara, até porque, não acredito no bom sabor das margarinas e muito menos creio, na simplicidade de algumas pessoas, que complicam tudo, se mantendo em cima do muro, enquanto nós (pessoas de bem), nos mantemos reféns de nossos corpos e pensamentos.
    Um abraço sempre alvinegro e cuide-se sempre!!!

    ResponderExcluir
  6. Tome o tempo que quiser para voltar em força.
    Estaremos aqui.
    Abraço, boa semana

    ResponderExcluir
  7. Por vezes precisamos de solidão. Não de solidão triste, mas sim de solidão que nos inspire e guie através de nós mesmos. Uma solidão recheada de silêncios que nos "obriguem" a uma introspeção do nosso interior a fim de encontrarmos o melhor caminho. Gostei muito de ler o seu texto. Força. Em frente é o caminho
    .
    Uma semana feliz. Cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  8. Acredito que o amigo esteja
    melhor, não curado porque
    certas dores saram, mas não
    curam.
    O tempo, como diz o poeta é
    o remédio dos males.
    Força, meu rapaz! Força!

    ResponderExcluir
  9. Amigo Beto,
    Compreendo e respeito o seu silêncio.
    Assim como me fascina a sua escrita, os seus desabafos íntimos e sensatos.
    Enquanto este céu nos envolver e embalar no seu manto azul, haverá sempre esperança.
    Fique bem !
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  10. Excelente e belíssima reflexão sobre a vida, num registo intimista e inspirador.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Numa realidade que nos deixa sem palavras... é no silêncio que vamos digerindo, muita insanidade que vamos vendo a acontecer... um texto belíssimo... que nos diz mesmo tudo... a vida é um varal de sonhos dependurados... ou eles vão secando... ou vamos secando nós... por conta dos que realizamos ou não...
    O silêncio será mesmo um grande conforto... é o som, onde tudo nos faz sentido, reencontramos nosso sentido, e onde nos permitimos não nos influenciar por tanta coisa sem sentido... recomendo, pois tenho fases, em que também não passo sem ele! O silêncio tudo sara, ou atenua, sem cobrança... e levando o preciso tempo que nós acharmos que deve levar... está lá sempre para nós e nunca nos falha... não admira que tanta gente o receie... um grande Mestre, sempre nos intimida...
    Um beijinho! Bom domingo, e saúde, para você e todos os seus! Que Maio surja mais leve, e animador!
    Ana

    ResponderExcluir
  12. Fala, meu poeta preferido.
    Vejo que por aqui só passa
    quem você gosta, o que não
    acontece comigo. Apareceu
    um desalmado ou desalmada
    sem nome falando coisas que
    até então eu desconhecia.
    Muitos me aconselharam deletar
    o comentário, mas não tive
    coragem. Sou mentiroso de mais
    para acreditar que todo mundo
    mente, como eu.
    Um abraço, querido amigo e
    bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Silvio, nesse minha fase introspectiva , creio eu, que aqueles que aqui comentaram, o fizeram de maneira gratuita, com a intenção do meu bem estar. Gosto demais de pessoas assim! Compreendem e, ponto final! Não fique aborrecido com o comentário da pessoa lá na sua postagem. Gente e' assim mesmo: umas esclarecidas e outras ainda procurando a luz. Grande abraço.

      Excluir
  13. Você não pode falar, mas eu posso;
    Estamos ansiosos pela chegada do
    seu novo livro, querido amigo.
    Quero lê-lo, saborear cada página.
    Um abraço, obrigado e boa noite.

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    É bem verdade: o silêncio cura!

    Saudações!

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…