Powered By Blogger

Páginas

curvas, retas e esquinas

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Desalento© Copyright



As rosas choravam suas pétalas imersas na escuridão. Os ventos sopravam acordes baixos ante o peso da amargura. Havia lírios a enfeitar as bordas dos riachos e as vidas caminhavam pelas trilhas da terra; como pirilampos acesos de almas. O mar veio vermelho sobre os desavisados e inocentes; apenas eram levados como folhas desgarradas de um precipitado outono. Era o silêncio a lhes afogar em lama de ferro conforme a vida lhes emergiam; eram soprados para uma brusca liberdade. As nuvens não choraram suas lágrimas comoventes, pois era o sol a iluminar os guerreiros e salvadores caminhantes. A esperança sofria de seus choros empáticos, à medida que escavavam pela primavera de flores. Ainda há ventos tristes e cabisbaixos, a chorar melancólicos de dores. (Mariana e Brumadinho; dores inesquecíveis!)


by betonicou ( sugerido pela querida Majo)
Arte: Nicoletta Tomas Caravia
Obs: A grande fortuna da vale compra os olhares  da justiça brasileira; uma lástima .