Powered By Blogger

Páginas

curvas, retas e esquinas

domingo, 27 de outubro de 2019

Acanhados © Copyright


 Se serenasse na primavera de um amor e cantasse como ondas que anunciassem o mar ilustrar-se-ia o cenário, como quem pinta o céu, ante a luz que lhe apontasse para aportar. Se desenhasse o farol que acenasse ondas amenas num porto de calmarias, visualizar-se-ia terra fértil para brotos de ternas alegrias.

 Caso ali a flor brotasse e se esvoaçasse, feita pétalas de beija-flor, em qualquer lugar que ali plantasse germinar-se-ia em broto, feita flor, polinizada amante, rosa decorosa que se faria corada; quem diria! Seria luz brilhante, rubro diamante, menina flor que ali brotou. Seria graça de sagradas pétalas de romaria.

 Brincar-se-ia uma guerra de lençóis de brisa, onde o amor sopraria asas de um respirar frenético. Teria pele feito cobertor e, o suor, orvalho de um amor não cético. Orvalhar-se-iam numa alegria ousada de cabaré! Seriam amantes: jardineiro e flor; flutuantes ondas eriçadas, trazidas ternuras de uma maré. By betonicou
Arte: Peter Mitchef