Páginas

curvas, retas e esquinas

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Ensaio .© Copyright




Cada palavra pode se tornar um choro, um riso, um verso
Feliz, ou uma blasfêmia, contra aquilo que sentimos...
Às vezes, o amor pode ser, como se atirar no vazio... Feito
Um “Quasímodo”... Como se carregássemos nos ombros, o peso
 De amar as escondidas...  Cada passo pode ser uma escolha,
Entre ser ou não ser... Entre sentir, ou carregar para sempre, o
 Peso dos desejos, de um coração vazio ou de um momento carente...
A cada momento podemos nos ver nas mãos das caricias falsamente
“Inocentes”... Podemos ter um momento de um sorriso alegre,
Mas no fundo descontente... Podemos ter amores, puramente
Inconsequentes... Podemos ter, um coração vazio que se deixa
Encher da ternura aquecida de paixão... Podemos ter momentos de
Afetos vagos, da chamada desilusão. E sabemos que
Não há ar, onde existe o vácuo... E ficar sem ar no vácuo da decepção.
De veneno nada dei, de veneno nada ofereci... Sinto
Que meu reflexo reflete a imagem errada, num espelho
Distorcido por uma carente imprudência... Às vezes, nos
Sentimos assim, sem teto... Mas por outro lado , seria um bom
Estado, esse de não esperarmos nada... Um cão como
Companhia e um travesseiro velho, para encostarmos
Cabeça e  deixar que a vida siga seu curso... E um
Dia sair de debaixo da marquise para ganharmos o mundo...
Às vezes, nos refugiamos num mundo, onde a realidade
 é um sonho... E o sonho, às vezes vaga pelos caminhos
Impossíveis e  nos refugiamos nas ilustrações da vida, 
Onde imagens, são forjadas pelos desejos de querer que tudo.
Seja magico... E acordamos nas ruínas de um pesadelo... E o
Pesadelo termina,  num sonho de realidade. E a realidade, e’
Um sonho, o de almejar sempre a felicidade. Temos um céu
Para voar,  Porém às vezes, sempre alçamos voo em asas de cera...
O que precisamos mesmo às vezes, e’ um teto de uma marquise
Para nos esconder da chuva e  assobiar uma linda canção. Dormir  e
Um cão,  como  ouvinte e   para ouvir os aplausos do teatro de
Nossas vidas..
.

By betonicou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

people of the world comment if to like… important for the development of this work…