Páginas

curvas, retas e esquinas

domingo, 25 de agosto de 2019

Aspas memoriais. © Copyright

São as marcas das cenas dos sorrisos graciosos que do rosto se esboça sem dor. São estrelas pequenas com raios dourados que essa vida nos marca de amor. São os olhos, os sois de poemas, a irradiar aspas singelas que da alma é luz. São espelhos pequenos emoldurados de sinais que o tempo esculpiu e reluz. É instante presente do dia a dia, que nesse tempo pelas aspas traduz. Que sorriso diferente da boca da gente e que coroa graciosa nos olhos que no tempo se fez! Que graça gostosa, tão decorosos, são esses sinais que são dessa vez. É a graça do rosto emoldurado em sorrisos e olhares de versos realçados; sinais marcantes de linda poesia. São aspas essas ranhuras gravadas, como asas, a nos voejar na singela nostalgia. São raios de sol, que ao devido tempo é ocasional. São as marcas, essas rugas de aspas, a guardar dentro, o que é todo especial e memorial.
By betonicou  
Texto encomendado por Cátiaho do lindo Blogue: Espelhando e espalhando amigos. Dedico com carinho a essa querida amiga .