Páginas

curvas, retas e esquinas

domingo, 19 de maio de 2019

Minha mãe mulata.© Copyright

Candura, beleza, ternura!  Onde estás minha mãe?! Beleza pura, suave e morena, que falta me faz! Herança ébano da mãe África!  Flor de maracujá do Brasil. Beleza marrom. Mistura de orquídea negra, cravo, margarida e jasmim. Tua voz e teu riso.  Que falta tu fazes, em mim! Ainda hoje, me lembro da canção de ninar. Tua terna voz constante a chamar: Filho, filho, onde estás? E eu, teu rebento correndo ao encontro da voz familiar, e quando suspenso em teus braços tendo meu rosto beijado vou, ao teu rosto beijar. Sou tua raça forte! Mistura da magia de terras irmãs. Teu sangue negro, mulato, índio da terra brasis pulsa em mim, em rios vermelhos carmins. Morena mulata, mulata morena. Mãe linda, suave, serena. Teu cheiro ainda me lembra um doce aroma, gostoso dos mais puros jardins. Ainda ouço, a terna voz a chamar-me de filho e eu, de chamá-la de mãe. Teu carinho e eu manhoso, no teu rosto, meu rosto roçar. A leveza do teu beijo, o meu beijo no teu rosto colar.  Ai! -Que falta tu fazes, minha negra branca, dos sóis girassóis. Cá está teu filho! Quero vós; colo e afago.  Teu amor era sublime amparo. Rever teu rosto, ternura, mimo, era minha proteção do medo. Quero retorno da felicidade que nesta altura, é meu maior desejo. O que restou, senão minha plena saudade!  Do teu chamego! Teu dengo! Da joia incrustada entre teus lábios! Teu sorriso brilhante, em moldura rubi! Do teu brilho dourado e sempre fora, assim que te vi. Ouvir teu chamar e revê-la, mais uma vez. Olhar teu olhar, com orgulho e teu rosto vislumbrar. Minha linda mãe morena mulata! No reencontro, juntos tornar a sorrir. Mãe e filho, filho e mãe no eterno jardim! Eu sou de você e você é de mim.




by betonicou


Arte: Di Cavalcante-Cândido Portinare





20 comentários:

  1. Boa noite de Domingo, amigo Beto!
    No inicio da noite, junto ao toque da Ave Maria, ler e saborear uma prosa poetica cheia de ternura materno filial e saber que a noite vai ser de paz e tera bom termo.
    Quanto maternal carinho!
    Quanta filial revelação!
    Que belo Amor de ninho!
    Quao bondoso é seu coração!
    Sem mais palavras... No afeto a contemplar com gratidão.
    Tenha dias abençoados!
    Abracos fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. https://espiritual-marazul.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente MARAVILHODO!! Adorei e ficou emocionante demais essa saudade da mãe... Lindo! Parabéns! abraços.chica,linda semana!

    ResponderExcluir
  4. Quando a gente lê uma maravilha desta escrita não temos como não pensar na genialidade, na unção dos poetas e aqui do óleo que escorre do mais puro ébano. Meu amigo esta definição da mãe é uma pintura em auto relevo, que a gente toca e sente a ternura viva e presente em cada palavra. A sua poesia se diferencia pela leveza e fluidez que sentimos na arte de construir. Só aplausos e emoção em cada frase de um amor que se faz infinitamente belo nas lindas lembranças carregadas de um desejo de reviver tudo que se passou e viveu.
    Grande Beto poeta para nos levar aos mais belos caminhos da literatura.
    Semana abençoada amigo e que a paz seja fiel em cada dia e facilite outras belas inspirações.
    Meu terno abraço mineiro de flor.

    ResponderExcluir
  5. Escrever é sublime! E você o faz brilhantemente! Voltarei mais vezes, estou levando seu link!

    ResponderExcluir
  6. Nossa!!! Arrepiada de ler uma prosa tão linda e comovente. Quanto amor, quanta ternura! Olha, Beto, eu não tenho palavras, pego o lindo comentário do nosso amigo Toninho e faço também minhas palavras! De tantas prosas poéticas suas que li aqui, essa foi a mais linda, desmonta os menos avisados que não o conhecem, ainda!
    Beijo, meu amigo, aplausos!

    ResponderExcluir
  7. Conhece a canção Mãe Negra?
    Fez-me recordar a melodia e o poema.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço , Pedro. Depois quero ler para matar minha curiosidade. Obrigado.

      Excluir
  8. ¡Ay, Beto!

    ¡Ay, Beto!

    ¡Chico, me quedo sin palabras! Esta Prosa es deliciosamente extraordinaria, ya solo por ser una ODA magistral cargada de bellos sentimientos de amor de cariño de admiración hacia tu madre, madres hay una sola y se merece tener un hijo como tú. Te felicito y te dejo un aplauso prolongado; gracias por tu buen hacer, Beto.

    Creo firmemente que es una de las más hermosas de tus poesías en prosa, es bellísimo lo que has escrito, eres un gran poeta y te admiro.

    Te dejo un abrazo apretado por ser un pedazo de pan. Mi gratitud por tu huella y mi gran estima siempre.
    Se muy, muy feliz.

    ResponderExcluir
  9. A saudade é bela
    Terna primavera no coração de menino.
    Saudade tem voz e sorri,
    Tem braços e abraços,
    Boca a beijar.
    Saudade tem raça e sangue negro.

    A saudade é morena,
    Suave, serena,
    Tem cheiro de flor.
    Saudade tem carinho, colo e afago.
    Saudade protege
    Sendo só felicidade.
    Saudade é metade
    Uma parte é filho e a outra mãe.

    ResponderExcluir
  10. Menino!
    Fiquei emocionada... Os louvores que dirige a sua mãe amada são muito expressivos e tocantes.
    Com analogias, imagens e metáforas belíssimas o texto poético está magnífico.
    Começa por perguntar à mãe onde está. Onde ela estiver, está seguramente muito orgulhosa de si.
    Tudo bom, querido Amigo.
    Beijos
    ~~~

    ResponderExcluir
  11. Voltei para reler.
    Muito belo, muito sentido...
    Abraço.
    ~~~

    ResponderExcluir
  12. Beto,
    Já te disse o quanto
    esse texto é maravilhoso
    e cheio da sua verdade.
    dorei ler e reler
    e pensar sobre...
    Muito agradecida por
    publicar.
    Bjins e se me permitir um Abraço.
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  13. Meu querido amigo, simplesmente maravilhoso esse hino à sua mãe. Eu como mãe adorava que me o cantassem. (Eu sou de você e você é de mim)...um final perfeito. Amei demais. Beto meu amigo, bom fim de semana e beijos com carinho

    ResponderExcluir
  14. Mais um magnífico texto.
    Com a habitual marca de excelência poética.
    Caro Beto, um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  15. Eres único no solo como escritor poeta
    sino también cuando comentas.Un abrazo intenso

    ResponderExcluir
  16. Bom dia querido Beto,
    Passando para agradecer sua visita e palavras gentis deixadas em meu blog.

    Deixo meus aplausos para o magnifico texto em homenagem à sua mamãe, o amor maternal expresso em magisrais versos.

    Votos d'um feliz findi.
    Desculpe a demora em retribuir sua visita querido.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Olá Beto querido


    Que lindo...
    Quanta emoção moço. Assim meu coração num guenta...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  18. Tão singela e tão intensa.
    Uma homenagem linda que tras todo orgulho de uma mae.
    E claro do seu filho.
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Quanta ternura em suas palavras!
    Gostei daqui!😘

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…