Páginas

curvas, retas e esquinas

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Terra Brasis © Copyright

Aqui na minha terra tem as montanhas, com picos de nuvens de giz que riscam meu céu e teu céu noturno de: estrelas, lua e os beijos de quem bem me quis, e te quis.


Na minha terra tem estrelas e pelas manhãs tem sol e canto de bem-te-vis. Tem as tardes serenas, com seres leves e coloridos; essas voantes   ternuras colibris.

No meu horizonte tem montanhas alterosas, com o belo olhar do sol nascente. Tem claros lagos que refletem, a despedida do lindo e majestoso sol poente.

Tem todo esse ar que acaricia as minhas receptivas narinas. Uma janela, uma visão singela, uma chuva que cai, nessa terra de minhas deslumbradas retinas. 

Tem as arvores belas, feito, o imponente tronco arvorado de jequitibá. Tem arvore doce canela ao lado do jatobá. Solo namorado, como essa terra, não há.

Tem o sereno que são pequenas gotas retornadas, aos nossos majestosos rios. Tem as joias: mulatas, loiras, ruivas e negras que são misturas, para nossos delírios.

Tem os sorrisos singelos e tem dança negra de batucada nos pés. Tem os lindos gorjeios que alegram o céu de nossas moradas; concreto, ocas, tetos de telhas ou sapés.  

By betonicou .  


 Arte: Michele Zurine