Páginas

curvas, retas e esquinas

sábado, 22 de agosto de 2015

Soneto à minha realidade © Copyright

Vem minha alegria, e pouse nua neste meu ser.
Confesse, todo o meu peito e desnude esse
Meu querer... Revele, quantos beijos eu beijei,
E a quantas travessuras de um amor me entreguei,
E em quantas janelas, te esperando me debrucei.

Veja minha realidade, onde mora uma saudade.
Brinque, diante dos meus olhos que são janelas
Da minha vaidade... Adentre expulsando do
Peito, essa tola verdade... Pois a escura nostalgia,
Apenas nos coloca nos olhos, um tom piedade...

Vem e mostra-me, aquele tão pouco, aquilo que
 De tão louco me fez empobrecer... São as minhas
Lembranças, essas minhas heranças que de tão
 Pecados, só faz entristecer! Faça de mim sua rua,
Porque de alegria, jamais alguém pode sofrer.

Derrame sobre mim este teu cuidado... Pois não
 Querer ser machucado, e’ de bom grado. Faça
 Decoroso esse meu jeito assanhado... Não quero
 Rancor desajustado... Quero mesmo, é remédio
Para as dores de amor!  Eu só quero. um momento
 Que desabroche em viva cor.
By betonicou

11 comentários:

  1. Oi Beto, tudo bom?
    Agradeço por sempre estar nos comentários da Literatura, peço-te desculpas quase não tenho comentado nos blogs dos amigos.
    Muita correria com as minhas contações, agenda cheia. Graças a Deus.
    Mas em setembro, estarei mais tranquila e voltarei com toda força aos blogs dos amigos.
    Amei esse trecho:

    "Derrame sobre mim este teu cuidado... Pois não
    Querer ser machucado, e’ de bom grado. Faça
    Decoroso esse meu jeito assanhado... Não quero
    Rancores desajustados... Quero mesmo é remédio
    Para as dores de amor! Eu só quero um momento,
    Que desabroche em viva cor."

    Que lindo Beto que as cores do amor seja sempre um imenso arco-íris, entre todos.
    Beijos boa semana

    ResponderExcluir
  2. Betonicou, que lindo esse seu querer... Anseios que invadem a alma...
    Ah! meu amigo, eu também quero isso tudo...
    Bom domingo!!!

    ResponderExcluir
  3. Betonicou, que lindo esse seu querer... Anseios que invadem a alma...
    Ah! meu amigo, eu também quero isso tudo...
    Bom domingo!!!

    ResponderExcluir
  4. Belissimo poema querido amigo, apareci para prestigiar suas doces e encantadoras palavras querido poeta e retribuir o carinho que me mandaste e a compreensão.
    Não sei se você usa facebook, como vi seu link aqui decidi escrever na sua mensagem para que adicione-me se quiseres.
    Beijos querido e fica com DEUS da sempre sua eterna amiga.

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Beto.
    Que lindo, você escreve muito bem, um belíssimo poema. Uma feliz semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. OI BETONICOU!
    UMA REALIDADE TÃO INTENSA, QUE ENCANTA.
    LINDO COMO SEMPRE.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Uma realidade que pede, que implora, e à qual a sua bem amada via dizer SIM. VEM!

    Dias felizes!

    ResponderExcluir
  8. Peço desculpa: VAI e não via.

    ResponderExcluir
  9. Olá Beto, caro poeta, meu querido amigo.
    Estava com saudades! Desculpa-me pela demora em vim te ler. É a vida que vai... rsrsrs.
    Que inspiração em poeta? Gostei por demais.
    Teu soneto é de encantar... Uma linda canção de amor.
    Parabéns!
    Beijos e ótima noite!
    Ah! Escrevi uma coisita por lá, vice?

    ResponderExcluir
  10. Oi Beto querido



    Que poema mais lindo...

    Na grande maioria das vezes só precisamos de um breve momento...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  11. É preciso coragem para desnudar o peito e fazer tantas confissões secretas à alegria desnuda!!!!
    Somente os poetas como você têm esse dom... Lindo Demais!!!! Um momento: é tudo que necessitamos!!!
    Bjus no seu coração!!!!

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…