Páginas

curvas, retas e esquinas

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Emoções © Copyright

Coração se disser, nunca digas adeus... Faça então
Uma prosa, uma poesia sem voltas, com versos teus...
Beijos são frutas envenenadas, com gosto de amor... É poesia
 Molhada, pelo resto das chuvas de um devaneio sedutor.
Seja eloquente ou tímido, talvez... Mas não faça nada que 
Desencante a doçura orquestrada, pelos sentimentos da vez...

Mas peço cuidado, nunca faça por mim... Nunca faças 
O vazio ser a minha retirada das paixões mal concebidas;
Não quero assim!  Desconheça qualquer terreno vazio, sem 
Flor, sem pudor... Desconheça as ruas descaradas... Declaradas
De vício e despudor... Seja de amor à fluidez! Sejam emoções
Claras... Espero de ti ao menos a lucidez .

Não, não te esqueças! Nunca chores por mim! Não quero
 Rosas, e nenhuma flor, pois espinho vem junto com 
Cenas de amor. Se virtude ou vicio, foi desde o inicio, que 
Fostes assim... Quero a razão que faz de todos os cuidados,
Versos bem fraseados, de juras sem fim... Que vejam minha nitidez... 
Em disfarçar meus conflitos, na presença de toda fugaz timidez... 

Coração desconheça todas as cenas, todos os gestos vazios. 
 Que desconheçam de mim, os sentimentos vadios... Se ternura 
Ou fases de cio... Que seja de minha razão a ultima palavra...
A afastar-me do delírio... Mas peço, por favor! Que viva talvez...
Mas nem sempre sem pudor... Seja a paixão repousada na razão...
Às vezes, a minha gelidez... Quero pulsar sereno essa vida... 
 E  sempre amar calmo outra vez...

By betonicou                                ilustrações de  Albena vatcheva

4 comentários:

  1. Olá querido amigo!
    Passando também para retribuir e deixar meu carinho! Anda sumido mesmo, tem que voltar, seus poemas são profundos como esse. Belas e tristes palavras de amor.
    Beijos e excelente semana para você e não suma mais.

    ResponderExcluir
  2. Esse poema é para ser lido e relido, dá muito o que pensar, Betonicou. Parece que você nada exige desse amor, mas, ao mesmo tempo, espera que ele seja eterno.
    Enfim, gostei , amigo!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá,Beto... vivemos em um contexto profundamente relacional... sempre encontramo-nos ligados a outras pessoas e é natural o desejo de estar sempre emocionalmente conectado e, quando essa é de maneira desequilibrada, acontece um intenso sofrimento que acaba nos marcando com profundas feridas, o que nos leva ao desperdício da vida , pois deixamos de dar e acreditar no amor , naquela prudência que nada arrisca, enfim, esquivando-nos do sofrimento perdemos a felicidade e esquecemos que apenas o amor poderá curar as feridas por ele ocasionadas. Um amor que seja verdadeiro e que realmente nos devolva à vida,pronto para as emoções da vida...agradecido, feliz semana,belos dias,abraços!

    ResponderExcluir
  4. Você é muito atencioso, betonicou...
    Tenha um lindo sábado.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…