Páginas

curvas, retas e esquinas

domingo, 1 de junho de 2014

Inocente juventude © Copyright

Roupas vermelhas, brancas, quentes ou frias são  minhas fantasias...
Pele clara ou  pele escura, são às vezes, coleiras para as almas coloridas.
Ao adentrar de novo nessa estrada, com minhas roupas desbotadas
 e sujas desse vermelho das ruas cruas, por onde teimei andar.
Cada estrada, é um destino de fantasias. Em cada fantasia, um desatino.
Estes são os fantásticos contos de menino! Até voar voei,
com asas de aquarelas, entre as coloridas cenas dos varais com
roupas, avistados de minhas janelas... Eu mereço as fantasias, das
minhas visões figuradas... Eu destaco os voos, nas costas da minha
amiga ave magica; visões imaginadas... Num tempo magico, de juventude
inocência, ainda vê-se em clarividência... Nos meus sonhos, as ficções
são realçada e  minha pele clara,  com pele escura, são  minhas misturas de
vidas sortidas!  Nesta vida, de vida ou morte, sou uma janela de vidas
muitas vezes refletidas ! Ate vi, minha alma embarcada nas águas
Imaginarias e a  esperança, era a vela que segurava os ventos e
conduzia ás praias desejadas. E sonhei tudo imaginado, com a
Inocência resgatada... É tudo  o que a alma pôde segurar! É tudo que
posso respirar e aspirar. Vejo claro as minhas idas, ao mundo de minhas
despedidas... Cada  despedida, e’ apenas o recomeço, de novas vestes 
coloridas, ao transitar por novas estradas, com a alma resguardada
e de novo sonhar, para realizar e poder imaginar outras caminhadas, sem
minha roupagem encharcada.  Novamente colorir e ousar,  toda uma vida, de                                   fantásticas e cenas  ilustradas.

By betonicou

Um comentário:

people of the world comment if to like… important for the development of this work…