Páginas

curvas, retas e esquinas

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Corda bamba .© Copyright

Vivo a sonhar pelos cantos do planeta, vivo a sorrir
As alegrias das piruetas; Soltando gritos como um
Louco desvairado, cantando a musica dos chamados tolos
Transviados... Sob a marca da ilusão, solto as mãos num
Aceno; mas o adeus, nunca deixa de ser um tolo gesto
De um esquecimento obsceno... Vivo a sonhar pelos ares
Desta esfera, onde me embriago nos gases da estratosfera...
Onde meus pensamentos divagam tolos, inconsequentes...
E meu ser, se rasga todo bobo... Iludido pelos gestos das ruas,
Dos transeuntes ausentes... Vivo a sorver todas as bebedices
 E asneiras, que esse mundo verte... Vivo a colher os frutos
Que este meu mundo carece... São tantas idas e vindas, e
Este meu ser se afoga em tantos burburinhos... São asas
Fracas para este meu desastrado voo, de descanso aos ninhos...
Vivo a divagar por entre as questões múltiplas de minhas
Dimensões... Meu mundo esvai-se pelos poros, e minha
Alma passeia pelas trilhas de minhas emoções... Vivo a
Vagar pela oficina de meus pensamentos... Vivo a reviver
Cenas, que passeiam divagantes, no mundo tolo dos
 Esquecimentos... Vivo a pular de salto em salto, sob os
Céus desta esfera... Vivo a colher, todos os sabores e
Cores da primavera... Vivo a sorrir sorrisos de esperança...
E vivo a fazer das idas e vindas, passos ensaiados de
Dança... Vivo a viver as situações que esta vida tanto grita
Em minha alma... Vivo a quebrar num grito, os cristais
Frágeis de minha calma... Vivo a consertar as mazelas da
Vida... Os atos intransigentes...Vivo a sorrir de todas as tolas
Quimeras... Deste mundo dos insanos e dementes.
Vivo a soltar todos os pássaros presos e descontentes ...

Bybetonicou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

people of the world comment if to like… important for the development of this work…