Páginas

curvas, retas e esquinas

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Ventos de nostalgia... © Copyright

Saudades!
Nostálgica sensação, de momentos passados vividos.
Sinto a faltosa alegria, do teu rosto de largos sorrisos...
O passado que acerca, o presente, em que a felicidade sorriu...
 Cria-se lagrima espessa...  Pranteiam as águas que se sentiu...
Neste mundo, onde a saudade entristece o semblante...
Divagam na minha mente, as lembranças do momento
Infante... Caminha em meus medos, o desejoso anseio
Deste saudoso, e completo instante...

E quando à saudade aperta... teu riso sereno, ainda
Vejo... No meu viver, tu ainda me cercas... Sentir
Tua falta, e’ meu consolo, mesmo que dolorido desejo...
No meu coração que um dia sentiu, e viu... A dor
Abre no coração , as suas frestas... Ai que sofrimento cruel!
 Pois tua presença, no meu peito ,bate forte, e ás pressas ...  
 No Pulsar da saudade, a dor que esmaga coração
Ressentiu... Carrego no peito, a sofrida, e enraizada
Saudade... Nossos momentos felizes, que
Outrora o meu coração viveu, e sorriu...

A felicidade era noite, e dia... Todo o passado,
Teima em doer, em crescente nostalgia...
Percorre o peito, a dor pulsante de leve melancolia...
Relembro ainda, ao som de vitrola... Cantada
Em um doce, e terna melodia...
O meu ser, todo se consola... Ouvir tua herança,
De eterna, e linda poesia... Ouvir (Hey Jude!)

As notas suaves, que abrem as portas do coração...
Atenuam essa hora incerta, de melancólica emoção...  
Revivo a beleza de tua predileta, e linda canção...
Se onde estiver, puder ouvir os soluços de 
De minha saudade... Se puderes, balbucie
Em meus ouvidos, confortos de felicidade...
Ainda bate em meu peito, o pulsar, a tua imensa,
 E cruel saudade...  Mas deixei de lado a amargura...
 Esses anseios profanos de piedade...

Essa dor tão profunda, E tu, tão perto, e distante...  
Desfaço a dor do meu peito, Tua lembrança, se faz luzente...
Ai, onde você esta...  Veja irmão amigo!  Ouço abaixo 
A tua incrustada noção... Cante teus preferidos versos comigo!
 Do teu Céu de giz... A tua canção, de querer ser forte,
 E feliz... Neste dia, celebraremos a tua forma de oração...
Que clama e diz :” Hey jude”! By betonicou
( Ao irmão que se foi.)