Páginas

curvas, retas e esquinas

domingo, 22 de abril de 2012

Coração guerreiro... © Copyright






Um sonho rosa, de flores  amarelas, brancas e  vermelhas.
Um sol nascente, onde brotam e florescem as rosadas
cerejeiras. Uma sina de guerra... As espadas sibilam,
ao ar e  ecoam os gritos dementes, onde o sangue tinge de
escarlate as cores, e ali,  e´o lugar que o nascente vira poente....

Um sonho, de poesia de flores, de zen jardins...
Um sonho sereno, com catanas em suas saias esguias, 
e nas mãos um maço de flores de jasmins...
Um sonho do shamisen,  onde florescem as notas de
pétalas musicais. Um sonho nostálgico, da terra deixada
para traz. Um sonho de guerreiro, de dedilhar
canções que fazem brotar as  saudades lacrimais.

Assim nascem, os corações descontentes... Um sonho
 de paz, onde nos jardins germinam, a esperança das flores
ausentes. No solo de batalha, a espada frenética no ar vai 
Dançando a morte que espreita... Nos ares espreitam
os seres que esperam a sangrenta e triste colheita...
Choram e gritam as almas, sob a cor sangrenta do luar.

O guerreiro traz consigo, o seu fio cortante de morte e 
em seu coração, um jardim de canções e a singeleza de um
Forte... Em sua sina de guerras brotam os frutos da amargura.
A batalha,  se trava com o seu outro lado; o lado de ternura.
Traz, dentro de si a fome dos cortes,  de sangue e de  dores, 
 Junto a delicadeza, do zen jardim de flores...

São gritos, de angustia e dor .  São contrastes, com as canções
Singelas de amor. Sonhos de dois mundos...  Uma lagrima sem
Cor, ou a doce, e pura água que se esvai... São sonhos, são                                                                            

Guerras... é ódio, é amor!  Uma amizade pura, outra que trai...
Dores,  canções e flores singelas... A eterna guerra de um “Samurai”.                   Bybetonicou