Páginas

curvas, retas e esquinas

sábado, 21 de janeiro de 2012

Sorrisos e amarguras...© Copyright

Sufocar, meus gritos na escrita de poesia, significa,
Simplificar meus medos... E talvez brincar com a
Loucura escrita, faz que os versos de todos os meus
Segredos, sejam meus brinquedos...
Procurar rosas nos jardins tristes, fazer de tudo poesia,
E das tempestades, a calmaria de todos os meus devaneios...
E o que importa, não e’ transformar espinhos em
Frutos de alegria? Revelar nos versos alegres, o querer de
Todos os meus anseios?
Quando estive, em meio a mil letras escritas, pude chorar a
Magoa ressentida...
Pude derramar nas folhas brancas, as cores de amargura,
Nas Lagrimas de tinta escorrida...  Fiz valer da poesia, os meios...
Quem ler vai reter o que e’ bom! O sorriso e as lagrimas,
Trazem em si as marcas do meu ser... Do meu tempo...
Brincar, nas lagrimas escritas, ou sorrir de algum leve contratempo...
Forrar nosso leito em lençóis brancos, sem as marcas de letras
Escurecidas...
Vestiremos de colcha de letras cetim... Dormiremos nas paginas
Alegres, ou ressentidas... o  dormir em versos, pode ser muito bom!
Escolhi dormir nas escritas de alegrias, para mim ha muitas eras
Prescritas...
Sorrir da linda amargura, e chorar as alegrias aflitas...
Será esse o despertar de segredos, das alucinações escondidas?
Exaltar-me nos momentos risonhos, e também sorrir os medos
Tristonhos!
Realmente a escrita, mescla os sentidos que sinto, e rebrilha aquilo
Que vejo,... Faz do universo das letras, um mundo particular de claros
Segredos, onde domo todos os meus medos... .By betonicou

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Razões sentimentais ...© Copyright

Uma escada azul que chegue ate os céus, ainda não encontrei...
Subi apenas, nos vendavais diferentes que amei.
Ainda quero descobrir, como chegar aos céus para viver.
Saltitar entre as estrelas, e por La encontrar você.
Os ventos que me rodam, levam por caminhos inseguros...
Quero as notas brilhantes de lindas melodias, para atravessar
Os caminhos escuros...
Quero procurar entre as estrelas, uma razão diferente...
Dei-me, uma escada que me leve ao verdadeiro amor, aqui
Por enquanto ausente...
Procuro pelo brilho, de realidades serenas... Poder subir entre
Os degraus, das coisas suaves, e amenas...
O poeta navegou por universos de mil sois... Poderá então
O eu mortal, ouvir ao menos a canção dos rouxinóis?
Vaguear pelas estrelas, onde a saudade recordou com dor...
Momentos alegres, sublimes... A ciência do verdadeiro amor.
Das tragédias que nos cercam, em meio as tempestade do ser...
 De não ter a coragem de abraçar, essa pureza, como única
Razão de viver... Galgar entre as estrelas, onde ate meu doce
Sonho alcança... Sou pequeno, não imortal!Apenas sinto, os
Plenos sentidos de esperança...
 O poeta recordou, que vagueou por entre as realidades dos
Sonhos... Poderá então, apenas o eu mortal, deixar os momentos
Tristonhos?
Viajar por entre os mundos, onde a fantasia tudo alcança...
 Tornar realidade, meus conceitos de ternura, dos sonhos
De infância... Ainda sou criança...
Em uma escada de luzes neon, subirei para encontrar você...
Diferente, de todos os caminhos que tracei...
Refazer em todos os sentidos, as emoções lindas fundamentais...
Procurar nos céus, os sonhos de paraíso; dos prazeres sentimentais...By betonicou