Páginas

curvas, retas e esquinas

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Espelho das estações... © Copyright



O calor se refugia do frio, e o inverno aquece-se ao sol.
As estrelas choram em lagrimas que cintilam...
As flores que desabrocharam  na primavera, ainda murcham
 Nesse outono...  os espinhos, ainda ferem os sentidos...
Os ventos trazem as folhas que se perderam ao ar...
O chão pisado teima, a não deixar apagar a poeira que
Revolveu-se e assentou-se, com a calmaria que venho após
A tempestade... Os brotos se acolhem a sombra... Nascer,
Viver e morrer! Os fatos que regem o infinito, onde a vida,
Cresce, e segue o seu rumo... Certeiro e’ a certeza da morte...

Nesse caminho, nascem as estradas da vida, onde pouco se vive
Onde muito se vive... Onde muito se anda, ou estagna-se por
Entre as esquinas e bifurcações... Onde bem ou mal, escolhemos  
Nossas trilhas... Onde o bem, ou o mal nos acolhe... Realidades e
Ilusões... Os jardins florescem, onde as pedras fazem o seu cerco...
Em paz, fita-se um anjo... E a paz, esvai-se num assombro...
Hoje, cruzei olhares com um anjo... Nasceu um turbilhão!
Um poço profundo... Um salto, Querendo alcançar o infinito...
No meu céu, estou sem asas para voar...

E’ primavera, desabrocha o sorriso das margaridas...
Abaixo dos céus, um toque de leveza, com pétalas de veludo
Branco... Pequenas bandeiras de paz, em volta de minúsculos
Círculos amarelos, que acenam, ao sabor dos ventos, acenando, e
 Balançando como diapasão, marcando o compasso da vida...                                                                                                       E’ primavera, onde se comemora a vida que brota...
O que antecede o calor que queima, e seca...
O amanhã festeja, antes que da vida, caiam suas pétalas de   
Flores e suas folhas murchas...
E’ inverno, onde se guarda o que a vida necessita... Onde se aquece
Os corações frios da vida... Onde o calor, e’ sorvido da taça de vinho tinto...
O aflito joga-se na taça de fogo liquido...
E’ primavera, onde de novo, comemora-se o renascimento...
E ainda surpreso, fito a vida... A vida diante do espelho...Bybetonicou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

people of the world comment if to like… important for the development of this work…