Páginas

curvas, retas e esquinas

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Desejo © Copyright


No verão, segue quente a pele nua...
Estação que transpira a pele crua...
E nas mãos, o suor que escorrega
Emoções,...  nos beijos sobem aos ares
As sensações...
Esta voz quebra o silencio dos sentidos...
Canta a voz, teu soprano nos versos de gritos...
Neste Jogo de desejos é dois sois...
Entreguem á imensidão... Infinitos...

Nos jardins, seguem as águas dos desejos...
Regam enfim, as flores vermelhas de teus beijos...
E no verde do leito, olhamos nosso céu.
Baixam as mãos no silencio descendo teu véu.
No céu azul, lindas formas de nuvens, trazem 
Ate a  mim, a ternura de poesia... E sob a chuva de
Teus beijos regem as notas de silencio, e agonia...
Lembramos que somos passageiros mortais...
Segue novo silencio, e na alegria dizemos; somos
Versos de amores Imortais!

Nossas mãos seguem as trilhas dos desejos...
Nas estações de sois, frios, flores e murchos medos,
Murcham os frutos temporãos... Nascem
No seu tempo, as estações de reais emoções...
Irreal, esse momento de desejos, e medos, onde 
Em teus beijos me perco... Somos dois seres,
Duas estações, dois segredos...
Irreais estas fontes que vertem os desejos...
As caricias de leves toques... Esta linguagem
E amor, de ternura de versos e beijos...By betonicou

Um comentário:

  1. Nossa me deu uma vontade de receber uns carinhosssss...rs Lindo lindo como sempre!!!

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…