Páginas

curvas, retas e esquinas

sábado, 7 de janeiro de 2012

Baile das chuvas...© Copyright

Dançam os guarda chuvas, debaixo das torrentes,
Que descem do céu aquoso...
Pulam, saltitam as formas redondas coloridas, sobre
As cabeças protegidas, das lagrimas alegres do céu
Amoroso.
Flutuam as formas multicores, sob respingar das águas...
Rodopiam os círculos, como lindas flores acima das poças
Pisadas...
Ao repicar dos pingos, batem os tambores, e tocam os sinos
Matutinos... Os movimentos vieram pela manhã , na forma aquosa que serve a terra como luva...
São lindos os  respingados sons cristalinos.
Os pés saltitantes, ensaiam a dança ao fugir da chuva...
Debaixo dos coloridos redondos de nylon, ou cetim...
Dançam os versos circulares nos bailes de rua... Salpicados
De pingos de gotas, que não deixam cair sobre mim.
O céu enevoado, derrama de seus olhos, gotas de
Purpurina... E de suas pálpebras molhadas, caiem as
 Lantejoulas coloridas... Borboletas de suas crisálidas
Retinas... E no bailar alegre, do transloucado carnaval de
Pingos... Antes sobre as cabeças nuas, os que dançam alegres,
Mágicos! As coloridas formas redondas, sobre
Os tablados que fazem de todas as ruas!
Bailam alegres, levados pelos movimentos constantes
De fuga... O repicar das gotas, nas faixas de rua...
Tocam as notas neste piano freqüente, dos bailes molhados
De pura fantasia de chuva... Minha, e sua...
O sapateado compelido, imita o cair das mágicas formas,
Das gotículas águas diluídas... Dançam, bailam num frenesi
Desatino! No atravessar corrido das impacientes, e transloucadas
Avenidas.
E’ festa! Ela, essa agitada alegria, no dançar da chuva... Os corpos
Saltimbancos leves,  saltitam... De suas bocas, musicais assobios... Sob
Os lindos e mágicos protetores coloridos... Estrelas multicores...
Dançantes guarda chuvas, que rodopiam.  By betonicou

Um comentário:

people of the world comment if to like… important for the development of this work…