Páginas

curvas, retas e esquinas

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Passagens do infinito...© Copyright( Ao meu pai)

Os ventos levam, e trazem a saudade...

 

Os ventos que vieram, se foram e retornaram...
O sol em todos os seus dias dorme, e acorda em
Seu esplendente fulgor...
A saudade vem e se incrustou em minha alma...
As lembranças me trazem a calma... Relembro de
Teus cabelos grisalhos e teus conselhos, que
Amenizam a lida e ainda lapidam meus sonhos...
E a tua voz acompanha, os meus caminhos de vida...

O gorjeio de suas lembranças

A saudade que aperta o peito, o teu carinho na minha alma encerra
A dura lei da natureza do tempo e o fechar dos portões alegres,
Dos suaves sorrisos, que sempre me dera...
A chuva cai em desespero de sua partida e nosso universo
Chora as lagrimas de tua triste ida  para o mundo longínquo...
Os prantos, e cantos, se misturam em grande sinfonia de pássaros...
Que para ti entoam, os lindos tons com seus bicos de pífaros...

O retorno, aos jardins

E novamente o renascer do sol, como pássaro de fogo... Que renasce das
Cinzas em estupendo esplendor!Vida, agora nos braços de quem
Para sempre ama em toda exuberância, do universo indolor.
Agora, nos infinitos paradisíacos jardins... Resides sereno, e tranqüilo,
Com o pai amado que a todos ama. Ainda podemos bem perto senti-lo...
A lua suave e serena, nos abraça e nos consola... Uma mãe de
Ternura, e desvelo... No afago meigo aconchegante, em total carinho
Brinda-nos, no conforto de angelical melodia, de chamego e zelo...
Vindos do todo benevolente, diante de nossa tão frágil existência...
Em tua ausência Pai, as mãos de Deus nos abrandam, na calmaria serena...
Uma constante presença de amor e paz, nesta vida ainda terrena...

Um novo dia, um novo amanhã...


O amanhã nos brinda com nova paz, e reluz em luz divina...
A tua voz, nos ventos ouvimos todo atento... O gorjear dos pássaros,
Para sempre inesquecível!  Do teu rosto ali calmo, um semblante,
Todo sereno... Na Paz e na serenidade, me contento.
Os ventos que trazem a saudade levem a ti, também, o meu sorriso...
Vou devolvê-lo um dia, nos jardins, em sorrisos cintilantes de brilho...
No reencontro de entes amados, no infinito sempre querido,                                                                   um novo amanha, que nos céus haverá de vir...
Confortar-nos, em um novo, e eterno porvir...
Saudades meu velho, pai amado... Companheiro perdido...
Alegria, que ainda haverei de ver e sentir... Atua voz e as lembranças,
Serão sempre, em mim encontrados... E para sempre.
Serão jóias, tesouros, no meu peito incrustados.
 By betonicou

11 comentários:

  1. A nossa vida é feita de momentos e encontros. Há pessoas que já fazem parte mesmo de nossa vida pelos laços de família e de sangue e outros vêm fazer parte pelas circunstâncias de uma forma ou de outra. Todos que com os quais nós nos relacionamos fazem parte de nossa vida, marcam-nos, deixam impressas em nós suas marcas e nós também deixamos as nossas neles. Pelos laços de família, aqueles que são capazes de deixar maiores marcas são os nossos pais. Aqui, o poeta faz este registro de saudade daquele que um dia esteve junto dele e o tocou conviveu no seu dia a dia: o seu pai. Nosso pai é o nosso espelho onde nos refletimos. E o poeta(Adalberto) canta isso em seu poema, não como uma lamúria. um lamento, um canto triste, de grande sofrimento moral, nada disso. Nele está contida uma saudade dos grandes momentos vividos nos encontros: "Ventos levam e trazem a saudade" - isso mesmo - o tempo, o tempo que não é o nosso tempo...mas um tempo marcado no relógio de Deus. Em "O gorjeio de suas lembranças" até a natureza conspira junto com Adalberto a dor que lhe vai na alma.O gorjeio é um cântico de gratidão pelo vácuo que ficou pela ida do pai. Em "Retorno ao Jardim" - simbolicamente a beleza aqui representada mostra Deus pegando de volta quem lhe pertence e a beleza revela também a segurança e a fé firmada em Deus dando-nos conforto e o consolo pela ausência da pessoa a que tanto amamos. "Em "Um novo dia, um novo amanhã" - a grande mensagem de otimismo - a ressurreição, o momento em que seremos transformados pelo poder de Deus.E no desfecho, vamos encontrar a máxima do poema: aquilo que o pai deixou nele: "joias, tesouros incrustados no peito." Os ensinamentos que ficaram gravados em seu coração. É amigo, não há como não se emocionar dada a grandiosidade deste poema. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Betonico!!! Amei!!! Até liguei pro meu pai agora... Bjs e Parabéns pelas palavras... ***AMO***

    ResponderExcluir
  3. Homenagem descomunal. Ele ficaria honrado. Mas creio que tu fez isso em VIDA! #escreveolivro

    ResponderExcluir
  4. Luiz, meu grande amigo... Este poema, nasceu de uma emoção muito forte... Um momento em que as lembranças tomaram conta... Obrigado !!!

    ResponderExcluir
  5. Rubia , Se foi todo este impacto, Te fez bem, ler o poema...

    ResponderExcluir
  6. pedro, faltava este gesto, de minha parte para o meu velho... Eles dão tudo , e a gente tão pouco...

    ResponderExcluir
  7. Poucos tiveram a oportunidade de conhecer e admirar seu Grande Pai, como eu conheci!
    Homem de trejeitos simples mas de gostos extremamente refinados...Dos mais áureos gorjeios dos amigos pássaros até as mais lindas notas belmorizadas das mais puras árias do cancioneiro clássico...
    Agora o Grande Homem se eterniza em versos lindos e melódicos compostos pelo Grande Filho...
    Mais que um poema..uma Grande Lição de Vida...
    A saudade se comprime tal como um friozinho na coluna vertebral...Mas com certeza que esse Grande Homem será sempre lembrado através das composições do talentoso Filho!
    Parabéns Amigo-Poeta ou será Poeta-Amigo!!!
    Seu amigo e irmão,José Antônio de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Beto, no dia que li seu poema, havia escutado momentos antes uma canção que falava sobre "pai", fiquei emocionada com tudo....pois, meu pai é meu porto seguro....me senti tão indefesa...
    Obrigada, por mais um poema lindo e sempre cheio de sentimentos...beijo grande!!!!

    ResponderExcluir
  9. Obrigado cris!Bom que ficou emocionada... Realmente, os pais são nosso porto seguro...

    ResponderExcluir
  10. Seu pai deve estar muito orgulhoso de ti, por estas lindas lembranças,palavras..quanta sensibilidade.Amei,me fez viajar,recordar meu amado pai.(Interessante q dediquei a meu pai uma mensagem com um por do sol lindo,q fotografei e postei no blog)Seguindo-te!Obgda.

    ResponderExcluir
  11. Obrigado por estar aqui SÔ! E obrigado , por este Comentário significante...Sei que partilha, da mesma sensibilidade...

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…