Páginas

curvas, retas e esquinas

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Mistérios....© Copyright



Sobre teus cabelos me anelo, sem medo, ou receios...
Sobre tudo descubro, se te quero... Quando vais ao
meu encontro sem rodeios... Se te cercam mistérios,
o que vejo em tua alma que não sejam só gracejos?
Teu sorriso meigo, talvez o meu maior desejo; esse  me atrai.
Vou ao teu encontro, em meus limites anseios. Vejo,
uma áurea esplendente !  Quero esvaecer, em teus 
misteriosos devaneios... Quero fugir de ti, e  ao mesmo
tempo  me achego... Quero-te! Do teu horizonte, sou
ausente, por quê? Medo? Escondo-me,  bem longe do
 teu sol que e’ exagerada luz... Reluzente,  ao longe
vejo-te.... teu brilho me deslumbra.Tal beleza, no
semblante guarda em ti, o que tens e ainda revela
mistérios. Quero entender  todos os enigmas de
teus conceitos... Mergulho em meus sonhos
sufocados por este ar rarefeito, deste teu cheiro
embriagante... Tua alma, se mescla aos meus sonhos e 
aflora, todos os meus desejos que são belos; por ti
 ternos! Vejo-te refletida, em meus óticos espelhos! 
Teus segredos espelhados em meus anseios... teus anelos
Invadem aguçando minha sede, de querer-te... Vejo-te e 
 quero-te... E tu,  desnuda  me invades,  com teus doces

e deliciosos Mistérios...             By betonicou

4 comentários:

  1. De todos os mistérios dessa vida, o que mais nos leva a questionamentos é o mistério do amor. O que leva as pessoas a se aproximarem uma das outras? Seria afinidade? afeição?simpatia? autoprojeção? Sinceramente que não sei, porém em nossos dias e, principalmente, na mídia está muito em moda dizer que houve uma "química". Em que pode estar fundamentada esta química? Será que envolveria carisma? Existe a chamada alma-gêma? Tudo depende das reações e das respostas tanto do corpo físico, como do espiritual, do social, do psicológico e, sobretudo do emocional.
    Neste poema, o eu poético está embevecido, extasiado, fascinado por aquela que é objeto do seu AMOR e mesmo assim, aianda, prevalecem os mistérios. Vejo como interessante a preservação dos mistérios, porque faz com que os encantos continuem e contribuem para se explorar ainda mais a pessoa amada e alimentar suas fantasias. Se os mistérios são desvendados, decifrados, o encanto desaparece, perde-se um pouco a motivação e a preservação desses mistérios é o que também dá prazer ao eu poético.

    ResponderExcluir
  2. muito lindo, excitante e misterioso....adorei!

    ResponderExcluir
  3. O prazer do ser poético, e' justamente desvendar o que há por traz dos mistérios...sentir , e vasculhar cada canto, a sua presença , e escreve-lo, com a alma da escrita...

    ResponderExcluir
  4. Tenho um carinho especial por este pat ... bom que tenha gostado...

    ResponderExcluir

people of the world comment if to like… important for the development of this work…